"Cinquenta das 90 denúncias que tivemos por extorsão sexual até meados de 2017 foram feitas por pais de rapazes entre os 12 e os 16 anos, alguns até mais novos, aliciados por perfis falsos de raparigas no Facebook", alerta o diretor da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica da Polícia Judiciária, Carlos Cabreiro, em declarações ao Diário de Notícias.

Doenças da Internet? Estas 6 tecnopatologias podem estar a fazer-lhe mal
Doenças da Internet? Estas 6 tecnopatologias podem estar a fazer-lhe mal
Ver artigo

"Este crime é preocupante e difícil de investigar. Raramente são identificados os suspeitos", acrescenta.

Segundo o jornal, quando o sextorsion (nome pelo qual este tipo de crime é conhecido internacionalmente) surgiu em Portugal visava sobretudo homens adultos.

O modus operandi é quase sempre o mesmo: o alvo é contacto via Facebook por um perfil falso e geralmente conduzido para outro tipo de plataformas como o Skype ou programas de chamadas de vídeo e aí aliciados a despirem-se.

As imagens servem depois de veículo de chantagem: ou pagam ou as fotografias serão divulgadas para quem quiser ver online.

Por ano, entram em média 1.000 queixas de crimes informáticos na PJ.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.