A notícia é avançada esta sexta-feira (10/02) pelo Jornal de Notícias.

O Instituto de Apoio ao Jogador recebeu 300 contactos. Desse número, 20% estava relacionado com o vício em videojogos.

Já a clínica privada Villa Ramadas em Alcobaça internou desde 2010 cerca de 20 jovens, a maioria rapazes com sintomas relacionados com depressão e ansiedade.

A troca de rotinas, o tempo excessivo em frente ao ecrã e a falta de comunicação com o mundo exterior levam à degradação da vida destes jovens, que segundo o responsável pela Villa Ramadas "chegam à clínica com um grau de destruição da vida ao nível dos danos causados pelo consumo de uma substância", cita o referido jornal.

Ao Jornal de Notícias, a terapeuta Judite Fortuna explicou que muitas vezes estes jovens estão numa fase " em que se viram contra os pais, não têm rendimento escolar  nem trabalham".

Veja ainda: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.