Em declarações aos jornalistas, no posto de comando instalado junto à igreja matriz de Proença-a-Velha, o capitão Jorge Massano, da GNR de Castelo Branco, referiu que as buscas vão ser "alargadas de fora para dentro, com recurso a veículos todo o terreno".

Na conferência de hoje à tarde, o responsável pela operação disse que o "esforço das buscas" vai incidir numa área onde foi encontrada uma bota e uns calções de criança, que fica a cerca de 1.300 metros do sítio onde já tinha sido encontrado uma camisola de criança.

Segundo Jorge Massano, nas operações continuam envolvidos 127 elementos, entre GNR, bombeiros, proteção civil municipal, sapadores florestais e voluntários, com apoio de equipas cinotécnicas, drones e mergulhadores, que estão a vistoriar poços e linhas de água.

No entanto, adiantou que está a ser estudado o reforço de meios, o que às 16:00 ainda não se verificava.

O capitão Jorge Massano disse ainda aos jornalistas que, para já, não existe qualquer previsão para a interrupção ou cancelamento das buscas, e que os pais da criança desaparecida têm colaborado nas operações.

A criança terá desaparecido na quarta-feira da casa dos pais, situada a cerca de 1,5 quilómetros do núcleo central de Proença-a-Velha, entre as 05:00 e as 08:00.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.