No primeiro semestre de 2011 venderam-se 1,3 milhões de livros de literatura infanto-juvenil, representando 22% do total de vendas naquela período, segundo a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).
Estes valores representam um aumento nas vendas de livros na área do infanto-juvenil, pois dizem respeito só ao primeiro semestre do ano. Em 2009 venderam-se 14,3 milhões de livros em Portugal, dos quais 20% foram de livros para os mais novos e em 2010, o total de livros vendidos subiu para 14,6 milhões, 21% dos quais infanto-juvenis.
Contudo, a APEL alerta para o fenómeno da pirataria, a cópia ilegal de livros técnicos e literários, em papel e em digital, que causou em 2011 um prejuízo de 60 milhões de euros ao Estado, a editores e autores..
Estes dados resultam de um estudo encomendado pela Associação ao Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa (ISCTE) sobre o setor da edição e das livrarias e sobre o impacto económico da pirataria.
Ainda sobre o Dia Internacional do Livro Infantil, todos os anos, a IBBY solicita uma mensagem a um escritor de um dos países aderentes –ao todo são 70 - e este ano a honra coube ao poeta mexicano Francisco Hinojosa com ilustração da autora Yara Kono.
Recorde-se ainda que a Feira do Livro realiza-se, este ano, entre 24 de abril a 13 de maio em Lisboa e de 31 de maio a 17 de junho no Porto.
2 de abril de 2012

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.