“A medida aplica-se até ao dia 09, mas temos autorização para ter aulas à distância até ao dia 15”, explicou à agência Lusa o diretor do agrupamento de escolas, Agnelo Figueiredo.

Nesse dia, mediante o número de casos de covid-19 registados na comunidade escolar e a difusão do coronavírus neste concelho do distrito de Viseu, os alunos do terceiro ciclo e secundário poderão, ou não, continuar em casa.

“Para além do surto na [Santa Casa da] Misericórdia, tivemos um outro que para nós foi mais impactante, numa unidade fabril de grande dimensão. Muitas das mães dos nossos alunos trabalham nessa unidade fabril e daí vieram contágios em grande número”, contou Agnelo Figueiredo.

Nesse âmbito, o responsável pediu a passagem a regime não presencial de todos os anos de escolaridade, “mas a Direção-geral da Saúde entendeu autorizar apenas a partir do terceiro ciclo”, referiu.

Agnelo Figueiredo disse à Lusa que compreende esta decisão, que se prenderá com o facto de os pais terem de ficar em casa a acompanhar os filhos mais novos, o que implicaria “custos elevados”.

Na Santa Casa da Misericórdia de Mangualde há, neste momento, 108 casos ativos, entre utentes e colaboradores de quatro das suas cinco valências.

Segundo o provedor da Santa Casa da Misericórdia, José Tomás, nos últimos dias registaram-se seis novos casos positivos e morreram três utentes.

“Dos primeiros utentes infetados, 26 reúnem critérios clínicos de cura”, referiu, acrescentando que a maioria dos utentes mantém “um quadro clínico estável, sem sintomas ou com sintomas ligeiros”.

Fonte da Câmara de Mangualde avançou hoje à Lusa que na terça, na quarta e na quinta-feira será feita a vacinação em cinco instituições, nomeadamente em duas da Misericórdia, no Centro Social da Paróquia de Mangualde, na Associação Cultural Freixiosa e no Centro Paroquial de Santiago de Cassurrães, num total de 344 doses.

Portugal contabiliza pelo menos 7.186 mortos associados à covid-19 em 431.623 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 nos concelhos do território do continente de contágio mais elevado.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.