“Para Valpaços isto representa muito, representa segurança no futuro. Estamos a ajudar a inverter a tendência contribuindo para o aumento do emprego o que, por sua vez, tem contribuído para a fixação dos jovens na terra”, afirmou António Medeiros, vice-presidente deste município do distrito de Vila Real.

Este é um concelho do interior do país que tem sido muito afetado pelo despovoamento e pelas quebras na taxa de natalidade.

Durante o ano de 2016, o centro de saúde de Valpaços teve inscritas 136 grávidas e contabilizou 97 nascimentos. Em 2017 já nasceram sete crianças. Em 2014 e 2015 o número anual de nascimentos rondou entre os 60 e 70.

António Medeiros considerou que “não há crescimento sem nascimentos” e, apesar do município não implementar medidas especificas de apoio à natalidade, diz que se está a apostar “na melhoria das condições de vida dos munícipes”.

No ano passado a autarquia criou um “’kit’ de apoio à maternidade”, que, com o apoio das farmácias locais, reuniu bens de primeira necessidade para os recém-nascidos, como fraldas e cremes.

Veja aindaBebés recém-nascidos vestem-se a rigor para receber o Ano do Galo

Leia também: Como dormem os casais que estão à espera de bebé?

Conheça esta história: Bebé de 2 anos salva irmão gémeo preso debaixo de armário

Saiba maisDoar leite ajudou-a a superar a perda de um bebé

O vice-presidente elencou ainda a rede de transportes escolares, os equipamentos desportivos, a biblioteca com atividades para os mais pequeninos, os centros escolares, a escola municipal de natação e os parques infantis, considerando que “tudo isso dá uma certa confiança aos casais que anseiam ser pais”.

“Tudo isto contribui para o desenvolvimento do concelho porque a tendência de nascimentos está a virar, virou. É um sinal de esperança para nós que estamos cá e para as gerações futuras” frisou.

Verónica Lopes, 32 anos, ajudou no crescimento da taxa de natalidade neste concelho, tendo sido mãe de gémeos, agora com pouco mais de quatro meses.

Ao todo, esta mulher já tem três filhos e disse que, em Valpaços, encontrou as condições necessárias para criar os filhos. Há estruturas escolares, como as creches, há ainda apoio a nível de saúde, com um serviço de enfermagem domiciliário e conta também com a ajuda de familiares e amigos.

Todos os centros de saúde do Alto Tâmega possuem enfermeiras especialistas em saúde materna.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.