Em comunicado, a autarquia adiantou que a medida vai abranger 194 alunos que frequentam a Escola Básica e Secundária Sidónio Pais, a Ancorensis Cooperativa de Ensino e estabelecimentos de ensino fora do concelho, por falta de oferta formativa.

Fora deste apoio ficam os alunos que frequentam a Escola Tecnológica Artística e Profissional (ETAP) ETAP, "uma vez que tem financiamento próprio para o transporte escolar".

A proposta de financiamento do passe escolar aos alunos do ensino secundário vai ser submetida à apreciação do executivo municipal, hoje à tarde, em reunião ordinária da autarquia a realizar no edifício dos Paços do Concelho.

O presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, citado naquela nota, justificou a medida com necessidade de "apoiar economicamente as famílias e incentivar os alunos a prosseguirem os estudos".

O socialista adiantou que "uma das preocupações" do seu executivo tem sido "aumentar o orçamento das famílias, através da redução das despesas".

No próximo ano letivo, além de financiar o passe escolar a 194 alunos do ensino secundário, num investimento de 40.760 euros, o executivo municipal destinou ainda uma verba superior a 400 mil euros para garantir a rede de transportes escolares aos restantes níveis de ensino.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.