No sítio “Cantar Mais” (www.cantarmais.pt) estão, neste momento, mais de cem canções organizadas em oito categorias: tradicionais, de autor, do mundo, música antiga, fado, países de língua oficial portuguesa, cante e teatro musical/ciclo de canções.

Em comunicado enviado para a agência Lusa, a associação sem fins lucrativos diz que a ideia é continuar a aumentar o repertório e alargar o público-alvo deste projeto, que começou em 2015.

“A dimensão lusófona está bem presente no repertório, tendo a direção uma vontade clara de criar uma comunidade de utilizadores em todos os países de língua oficial portuguesa e comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo”, explica a APEM, que conta com o apoio da Direção-Geral de Educação e é financiada pela Fundação Calouste Gulbenkian.

A APEM lembra que a maioria dos educadores e professores tem pouco contacto com a música e com a expressão musical durante o seu percurso formativo, o que acaba por ter efeitos nas atividades que mais tarde desenvolvem na sala de aula.

"É normal que depois não desenvolvam atividades nesta área, com a confiança e conhecimentos necessários. Desde o início do projeto que vamos a escolas em diversas regiões do país apresentar esta ferramenta, e o 'feedback' tem sido muito positivo, com várias turmas já a utilizar o Cantar Mais. Paralelamente, o passa-palavra tem-nos trazido, ao 'site', visitantes regulares de países tão distintos como Brasil, Timor, Moçambique e EUA”, explica a direção da APEM, em comunicado enviado à agência Lusa.

Com acesso a recursos pedagógicos, tais como noções básicas de música, propostas de atividades para o ensino das canções, vídeos tutoriais e estudos científicos, a plataforma está construída de maneira a que qualquer utilizador – independentemente do grau de conhecimento musical - possa explorar facilmente todas as canções com versões áudio originais e cantá-las com as crianças.

A associação está agora a organizar 'workshops' gratuitos, para sensibilizar os professores para a importância de cantar.

O 'workshop', com uma duração de 90 minutos, é dirigido a educadores de infância, professores do 1.º ciclo e de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), assim como a todos os outros docentes interessados por esta temática.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.