Val Kilmer foi duramente criticado depois de dizer que a morte de Anthony Bourdain foi “egoísta”. O chef norte-americano e ativista social foi encontrado morto no quarto de um hotel em França, esta sexta-feira. Ao que tudo indica Anthony ter-se-á suicidado.

“De todas as partes do mundo tu és amado. Tão egoísta. Deste-nos motivo para estarmos zangados”, afirmou numa publicação na sua página de Facebook.

“Um guia espiritual disse-me uma vez que o suicídio é o ato mais egoísta que um humano poderia cometer e fiquei confuso, mas ele explicou-me que não há um lugar mental mais longe da humanidade e propôs que há uma dormência hipnotizada que cria uma falsa imagem de desespero, que força a vítima, inconscientemente a acreditar que o legado da vida acabou”, defendeu.

“Foste-te embora demasiado cedo. E vou prová-lo”, confessou.

A publicação deu origem a uma série de comentários, alguns bastante críticos acusando Kilmer de ser “sem noção e insensível”.

“Qualquer pessoa que coloca o suicídio e o egoísmo no mesmo patamar não tem ideia do que este homem estava a passar e aumenta ainda mais a vergonha e culpa associada à doença em vez de levantar os outros. Devias ter vergonha”, afirmou um dos seguidores.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.