No passado fim de semana, Priyanka Chopra e Nick Jonas deram o nó num casamento de sonho, que incluiu não só a cerimónia cristã como também os rituais indianos.

Perante a união, o site The Cut, pertencente à New York Magazine, publicou um artigo no qual se considerava que a atriz era uma “golpista” que tinha enganado Nick apenas para se casar e ter protagonismo.

O artigo, que entretanto foi apagado na sequência das inúmeras críticas dos leitores, foi partilhado nas redes sociais e também criticado por Joe (irmão de Nick) e a sua namorada, Sophie Turner.

Turner afirmou que o artigo era "inapropriado" e “nojento” dando conta do seu caráter sexista e racista.

Por seu turno, Joe afirmou: "Isto é nojento. A The Cut deveria ter vergonha por ter alguém a escrever coisas tão maldosas. O que o Nick e a Pri têm é amor verdadeiro".

Entretanto, o website fez um pedido formal de desculpas pelo o artigo da autoria da comediante e escritora Mariah Smith. O texto, intitulado ‘A Priyanka Chopra e o Nick Jonas amam-se de verdade?’, afirmava que apesar de Jonas só querer uma “aventura” acabou numa “prisão perpétua com uma fraude global”, conforme descreve o Inquisitr.

Mesmo com todo o drama, Nick e Priyanka continuam a viver o seu amor sendo que já marcaram presença no primeiro evento como marido e mulher.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.