Até quando vai continuar com o "Olha Quem Dança"?
O programa deve acabar só no final de Janeiro.
E o que se segue?
Por agora, estou focada no "Olha Quem Dança". De certeza que mais projectos surgirão em 2009, mas ainda não sei de nada. Uma coisa de cada vez.
Dos projectos em que participou, quais lhe deram mais prazer?
É difícil escolher, mas consigo enumerar os principais momentos da minha evolução e que me permitiram passar para uma outra fase. Aconteceu com o "Ídolos" (SIC), "Dança Comigo" (RTP) e agora com o "Olha Quem Dança" (RTP). Todos os projectos têm sido gratificantes.
O que lhe apetece fazer depois do "Olha Quem Dança"?
Apetecer em tempos de crise é um luxo. Não faz sentido usar essa palavra. Dentro da versatilidade que tenho mostrado, e fora de pretensiosismos, acho que posso encaixar-me em muitos projectos, mas isso cabe à direcção decidir.
Gostava de aplicar os conhecimentos do seu curso de Dramaturgia?
A dramaturgia já está a ser aplicada diariamente no meu trabalho. Quando discutimos o alinhamento do programa, acabo por usar os conhecimentos do curso. Não pretendo para já aplicar nada em teatro, ainda mais porque o curso foi tirado para enriquecimento pessoal. Estou com exames para Dezembro, por isso, pode ser que no final do ano já esteja licenciada.
É espectadora de si própria?
Por volta das 3 da manhã, quando estou a tirar a maquilhagem depois do directo, revejo o programa. Revejo sempre, é uma necessidade pessoal, para fazer uma autocrítica e perceber como correu para o telespectador. Depois, revejo o programa mais uma vez aos domingos, em família.
É muito crítica?
Demais! Não sou a melhor pessoa para fazer a crítica do meu trabalho, porque amplio demasiado os pontos negativos e desvalorizo o que correu bem. Não sou muito meiguinha nos comentários ao meu trabalho. Tento sempre melhorar a cada semana e quando me preparo para mais um dia, penso sempre que aquele é que vai ser "o tal". Mas o mais mais certo é que nunca venha a existir "o tal"...
O que lhe falta fazer profissionalmente?
Tanta coisa! Acho que uma vida não me chega para aquilo que tenciono fazer e experimentar. Gostava de encabeçar projectos de entretenimento. Talvez os anos me tragam maturidade para tal aposta, para criar e dirigir formatos.
Quando pretende começar nessa vertente?
Ainda estou a pensar num mestrado, por isso é muito cedo para pensar em projectos meus. Sei que a RTP está aberta a receber propostas de originais. Nunca sabemos quando a direcção de programas é louca o suficiente para aceitar... Por isso, quem sabe, talvez um dia!...

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.