Sara Norte está detida desde o dia 7 deste mês no Centro Penitenciário de Algeciras, Espanha, por suspeitas de tráfico de droga, mas segundo a mãe, Carla Lupi, que a visitou no último fim-de-semana, a jovem “está feliz e muito tranquila”.

“A Sara disse-me que gosta muito de estar aqui, que é bem tratada e que está muito feliz. Pinta, aprende sevilhanas e espanhol, está no grupo de teatro e vai ao ginásio. Até está a ler a Bíblia. A forma como a encontrei foi uma surpresa…”, são as palavras de Carla Lupi, numa entrevista à revista “TV 7 Dias”.

A mãe de Sara, que estava muito apreensiva quanto ao estado de espírito em que iria encontrar a filha, foi agradavelmente surpreendida: “Estava com muito medo de encontrar a Sara abatida e a chorar, mas não. Encontrei-a com uma serenidade que já não via há muitos anos. Lembro-me dela assim quando era pequenina e trabalhava no ‘Médico de Família’. Uma Sara lindíssima, maquilhada, com o cabelo esticado e pintado de ruivo”.

Sara partilha a sua cela com uma reclusa de origem sérvia e até tem direito a um plasma onde pode “ver as novelas”. A prisão não obriga ao uso de fardas e por isso Sara poderá usar a roupa, que lhe foi levada pela mãe, que também entregou à filha fotos da família e duas cartas, uma do irmão, Diogo e outra do avô materno.

“A prisão aqui funciona como se fosse um colégio e esse é para mim o verdadeiro sentido da prisão, que é a reeducação e não apenas o castigo”, diz Carla Lupi.

Por tudo isto e apesar da distância de cerca de sete horas de viagem que separam Lisboa de Algeciras, Carla Lupi prefere que a filha cumpra a sua pena no país vizinho: “ Prefiro vir vê-la aqui porque este estabelecimento prisional está a anos-luz dos portugueses”, remata a mãe de Sara.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.