Hoje o dia foi assombrado pela trágica morte de Filipe Duarte. O ator morreu na madrugada desta sexta-feira, dia 17, aos 46 anos de idade, vítima de um ataque cardíaco.

Rodrigo Guedes de Carvalho fez a merecida homenagem ao ator no final do 'Jornal da Noite', da SIC, mostrando-se sentido com esta partida tão repentina.

"A morte de Filipe Duarte não tem nada a ver com a pandemia e no entanto tem. Porque veio absolutamente inesperada no momento em que o nosso desespero coletivo já vê uma luz ao fundo do túnel, quando voltamos a fazer planos, pensamos num recomeço", começa por referir.

"É uma trágica ironia que o Filipe tenha caído num dia assim, com sol, entre conversas sobre esperança. Ganhou o carinho de milhões de portugueses e muita justamente. A mim hoje morreu-me um amigo e a tanta gente morreu hoje um enorme amigo. E o que ele era, como era com os outros, não há palavras que o descrevam ou que caibam aqui", continua.

"Tinha 46 anos e por isso há muita raiva misturada com a dor. A partida do Filipe não tem nada a ver com o vírus, mas tem. Como nos pediu Maria de Sousa no poema que aqui li, esta semana: 'Carpe Diem', aproveitai o dia, cada dia, sempre", completa.

Importa referir que homenagens foram feitas em outros espaços noticiosos, nomeadamente, da TVI.

Leia Também: Homenagens a Filipe Duarte continuam a 'chover' nas redes sociais

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.