Para completar o ser vestido preto e dourado, Natalie Portman escolheu uma capa escura. Muitos podiam achar que a peça fazia parte do look, mas na verdade a razão para usar a mesma foi muito mais forte.

Isto porque a atriz quis protestar contra o facto de não estarem presentes nomes femininos na lista de nomeados da categoria de Melhor Realizador. Na capa, da Dior, a artista colocou ainda os nomes das mulheres da indústria da sétima arte que poderiam ter sido indicadas aos Óscares.

Gesto que não passou despercebido, especialmente aos olhos de Rita Ferro Rodrigues.

"Natalie Portman a surpreender tudo (e sobretudo todos) na passadeira vermelha dos Óscares 2020 com uma mensagem feminista cheia de significado. O vestido/capa que a atriz escolheu, levava bordados os nomes das realizadoras que não foram nomeadas pelos seus trabalhos, nesta edição dos Óscares", destacou a figura pública portuguesa na sua página do Instagram.

Leia Também: Natalie Portman vestiu uma capa preta na noite dos Óscares em protesto

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.