Ricky Martin foi um dos convidados presentes no ‘The Daily Show With Trevor Noa’, no qual, entre outros assuntos, falou da altura em que decidiu tornar pública a sua orientação sexual e assumir que era gay.

“Não fazes ideia de como é isso demorou. Estava rodeado de amigos que me diziam, ‘Não! Não assumas nada que vai ser o fim da tua carreira’. Eram pessoas que me amavam, pessoas que significavam e que tinham sido vítimas de homofobia. Eu cresci numa cultura que me dizia que os meus sentimentos eram horríveis, os meus sentimentos eram malvados. E tens de fazer isso sabendo que és um símbolo sexual”, explicou.

“Por isso é que toda a gente me dizia que iria ser o fim da minha carreira. Foi muito doloroso para mim até dizer, ‘Não aguento mais isto. Agora sou eu que estou em causa, não o que acontece lá foram, é sobre o que preciso para conseguir ser feliz”, relatou.

Sem dúvida que os filhos de Ricky Martin foram determinantes neste processo, tal como o próprio o descreveu: “Tinha os meus filhos e dizia: ‘Tenho de me assumir’. Quer dizer, não vou mentir a estas crianças maravilhosas. Mentir? Não, não a esse ponto. E sabes, a vida funciona em círculos, é muito interessante. Olha para o que estou a fazer hoje, estou a falar pelas pessoas que continuam a ser magoadas e a fingir”, constatou

A estrela de 46 anos tem uma agenda cheia com a família, as atuações em Las Vegas e ainda a angariar fundos para a sua organização que ajuda as vítimas de um furacão que devastou Porto Rico.

De recordar que o artista é casado com Jwan Yosef, tal como confirmou há pouco tempo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.