Na tarde desta segunda-feira, Vanessa Martins esteve no programa 'Goucha', da TVI, e a conversa começou precisamente por causa da recente publicação que a figura pública fez no Instagram.

"Fui sete anos casada com um pasteleiro e não aprendi nada", disse aos fãs depois de ter tentado fazer chantilly, mas com um resultado que não foi o esperado.

Manuel Luís Goucha explicou de seguida o truque para se fazer chantilly, tendo perguntado também se a influencer aprendeu muitas coisas com o ex-marido, Marco Costa.

Recorde-se que Vanessa e Marco casaram-se em 2016, união que chegou ao fim há menos de um ano.

"Aprendi imensa coisa. Cozinhar não foi uma delas. Eu cozinho melhor do que ele, mas bolos não é bem a minha área", começou por dizer.

"Ficou a aprendizagem. Primeiro nós vínhamos de mundos completamente diferentes, então aprendemos imenso um com o outro", acrescentou, referindo que o facto de serem de mundos "diferentes" também "há sempre imenso choque com isso".

"Aliás, muita gente não dava nada pela relação pelos mundos diferentes. E isso até é um preconceito por parte dos outros", destacou o apresentador Manuel Luís Goucha.

De seguida, Vanessa confessou: "Eu vivia desse preconceito também. Já tinha um pré-conceito dele antes de falar com ele, por isso era natural. Agora ao ponto de me vir a apaixonar e casar com ele, isso já vinha acima de todas as minhas expectativas. Mas fomos felizes durante o tempo em que estivemos juntos e terminamos quando já não eramos mais felizes".

Sobre o fim da união, Vanessa diz que "não considera um fracasso". "Considero que foi bom enquanto durou e agora temos que seguir com as nossas vidas. Fracasso para mim seria continuar uma coisa que já não fazia sentido. Isso era fracassar", explicou.

Vanessa continuou referindo também que não considera que o divórcio tenha sido uma "perda". "Acho que é sempre ganho. Eu nunca me tinha casado, nem ele. Não correu como nós gostaríamos ou como a sociedade diz que tem que correr, que é juntos para sempre. Acho que o juntos para sempre, é sempre enquanto estivermos bem. Quando não fizer mais sentido, cada um segue a sua vida".

Hoje, a figura pública conta que ambos estão "a tentar ser amigos". "Não vale a pena romantizar tudo porque toda a gente passa por fases, e estamos nesta fase de adaptação de sermos 'ex'. Já não somos marido e mulher, somos ex-marido e ex-mulher", disse, destacando que "têm coisas em comum, principalmente o cão [Sadik], que também os une sempre".

Em relação ao amigo de quatro patas, Vanessa afirma que o pequeno Sadik "é um filho". "A primeira vez que fui mãe foi com um cão, digam o que disserem".

"Sei que ele não é um filho, mas o amor que tenho por ele, para já, é o mais próximo que poderei ter por um filho. Tenho amigas minhas que dizem que quando eu tiver um filho vou ver que ele passa a ser um cão e passo a ter um filho. Ok, mas até lá é o único filho que tenho, e criei este amor por ele que não tinha antes com ninguém", explicou.

Ser mãe é um sonho?

"Era uma realidade que iria acontecer, mas não era um sonho. Aliás, ainda não é um sonho. Esse sonho também foi muito passado do Marco para mim, da vontade que ele tinha de ser pai. Ele tem muito essa vontade e tenho a certeza que ele vai ser o mais cedo possível. Tenho a certeza que ele vai seguir a vida dele muito rapidamente e espero bem que sim. Mas esse sonho foi crescendo com ele, e agora já voltou a ficar mais tranquilo porque não acho que seja uma coisa que tenha que acontecer forçado. Vou agora fazer 35 anos, sei que vou ser mãe de uma maneira ou de outra", realçou Vanessa Martins.

A figura pública acredita que vai ter um filho "seja por adoção, por fertilização in vitro, de forma natural ou só vou ser mãe só mesmo de um cão... Mas mãe vou ser de certeza absoluta".

Recorde-se que Vanessa sofre de endometriose, tema que também foi abordado durante a conversa com Goucha.

"No meu caso é [a causa é a infertilidade], e eu não sabia. Soube que tinha endometriose há dois anos. Durante imenso tempo andei a fazer tratamentos para engravidar e nunca na vida iria conseguir porque tinha endometriose. Também é uma doença nova para mim, é uma doença silenciosa que de vez em quando aparece e depois desaparece. Já fui operada...", recordou.

"Dores e infertilidade são os dois principais sintomas, e eu levo logo com os dois", acrescentou, destacando as dores "terríveis" na zona abdominal que a doença lhe provoca.

"Partilhei que tinha endometriose porque já não aguentava mais a sociedade a exigir que eu desse um filho ao Marco. E eu em silêncio, a saber o porquê e há tanto tempo a tentar - nós desde o início que ficamos juntos que sempre tentámos e nunca conseguimos - e as pessoas sempre a cobrar isso", desabafou, dizendo ainda que "as perguntas muitas vezes vinham de mulheres".

E depois de ter partilhado publicamente o diagnóstico que recebeu, foi muito apoiada pelas seguidoras.

Vanessa Martins falou ainda sobre as redes sociais e os 'ataques' constantes que tem recebido. Veja a entrevista completa aqui.

Leia Também: Marco Costa emociona-se com desespero: "Queriam dar-me o bebé"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.