A atriz francesa Valentine Monnier resolveu agora revelar que foi “violentamente” abusada em 1975 pelo realizador Roman Polanski. Ela tinha acabado de fazer 18 anos.

O silêncio manteve-se durante anos pelo “medo de ser assassinada”, conta Valentine, agora com 63 anos, citada pelo jornal francês The Parisien.

A atriz terá decidido tornar o caso público a propósito do lançamento de um filme do realizador - 'J’accuse', que chega aos cinemas franceses na próxima semana.

A suposta vítima garante que o crime aconteceu durante uma viagem ao chalé de Polanski em Gstaad, na Suíça. Depois de este a ter convidado a ter relações sexuais e perante a sua recusa, o realizador surgiu na sua frente completamente nu. “Bateu-me até que eu cedi e então violou-me, obrigando-me a fazer todo o tipo de coisas”, lembra.

Esta não é a primeira acusação do género contra o realizador polaco. Este fugiu dos EUA em 1978, depois de ter sido acusado de violar uma menina de 13 anos.

Leia Também: Nelson Évora lembra o dia em que soube que o pai tinha três meses de vida

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.