Em 2014, o divórcio entre o então príncipe herdeiro Maha Vajiralongkorn e a terceira mulher, Srirasmi, foi o escândalo do ano na Tailândia. Os dois estiveram casados durante 13 anos e tiveram um filho em comum.

Poucos dias antes da separação ser anunciada, conforme recorda a imprensa internacional, Srirasmi tinha renunciado ao seu "estatuto real", uma das primeiras consequências pelo facto dos seus irmãos terem sido implicados num processo por fraude, extorsão e crime de lesa-majestade.

A princesa era muito querida, devido ao seu trabalho de âmbito humanitário, sendo que muitos tailandeses já a consideravam como a futura rainha.

Contudo, quis o destino Srirasmi se visse fadada a um futuro mais cruel.

Depois de ter sido repudiada, foi banida para uma aldeia e separada do filho, com quem nunca mais teve contacto. Permanece em prisão domiciliária e as suas mais recentes imagens chocaram o mundo.

Andrew MacGregor Marshall, um dos jornalistas mais temidos na Tailândia, foi contactado por uma pessoa que conseguiu falar com Srirasmi e que lhe enviou as referidas imagens.

Nas fotografias, que entretanto se tornaram virais no Twitter, Srirasmi "aparece com a cabeça rapada e a viver sozinha. Não pode sair de casa e dedica-se à jardinagem", descreve-se.

Ora veja:

Leia Também: Rei da Tailândia choca ao reunir amante e mulher na mesma cerimónia

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.