Neymar encontra-se neste momento no centro de uma polémica, tendo sido acusado de, alegadamente, ter violado uma mulher brasileira em Paris, no passado mês de maio. Ao ver o filho a ser alvo de tais acusações, o pai do jogador de futebol reagiu em conversa com a imprensa, tendo afirmado que "não houve violação" e que o filho está a ser "chantageado".

Numa entrevista dada ao programa 'Aqui na Band', citado pelo jornal Extra, Neymar Santos Silva voltou a defender o filho, confessando que prefere ver o futebolista a responder por um crime virtual do que de violação.

"Não tínhamos escolha. Eu prefiro um crime de Internet ao de violação. Foi o Instagram que tirou [o vídeo]. Pelas regras do Instagram estava normal. Ele preservou a imagem, o nome. Ele precisava se defender rapidamente. É melhor ser verdadeiro e mostrar o que aconteceu. Sabíamos da chantagem, mas não da coragem de fazer um B.O. [Boletim de Ocorrência] em cima de uma situação dessas", disse.

O empresário garante que os seus advogados tomaram conta do caso, mesmo antes deste se tornar público, e mostrou-se confiante, alegando que a mulher que acusou o filho está a ser vítima de extorsão. Recorde-se que quando Neymar reagiu às acusações também alegou que estava a ser vítima de extorsão.

"Estamos tranquilos em relação a tudo. Estamos prevenidos às coisas que iriam acontecer. Era uma escolha tornar público a situação porque sabemos o tamanho do Neymar e tudo o que diz respeito a ele fica grande, fica uma especulação fora do comum. Quando a gente percebeu que chegaria a público através de uma extorsão, procuramos nossos advogados, recebemos essas pessoas para saber o que elas queriam. Quando fomos informados vimos que era dinheiro e negamos. Fui procurado por um advogado que se dizia representante dessa moça", acrescentou o pai do jogador.

Uma entrevista onde Neymar Santos Silva relata vários pormenores sobre o caso, como o segundo encontro da mulher com Neymar, um dia depois ao alegado caso de violação.

"Ela queria de qualquer jeito que ele fosse ao hotel de novo. Ele foi e ficou 10 minutos no segundo dia. Viu o celular em pé na parede, carregando. Mas ele percebeu que estava filmando. Ela mandou mensagem dizendo que tem esse vídeo. Ela agride ele, ele se joga para a cama e tenta acalmar ela. Pede para ela não criar confusão. Ele acalma ela, sai do hotel e emite a passagem do retorno. O Neymar também tentou filmar, gravar a conversa. Mas ele erra tudo. Bota o celular no bolso, e não consegue. Ali ele viu que podia ser uma armadilha. Depois desse segundo encontro eles não se falam mais. Ela ainda mandou mensagens ameaçadoras depois", relatou.

Família está devastada com as acusações e, conta o pai do futebolista, expor as conversas foi a única forma que encontraram para defender o jogador. "Estamos muito abalados. É muito difícil saber que isso não é verdade e enfrentar essa situação. Há muito tempo atrás, quando o Neymar saiu do Santos, fomos acusados de sonegação fiscal, já fomos absolvidos e até hoje levamos o nome de sonegadores. Imagina uma situação dessas e você ver seu filho chamado de estuprador. Por isso queremos que ele se pronunciasse. Fizemos o possível para não expor a menina", acrescentou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.