Pamela Anderson falou contra o ex-marido, Tommy Lee, após o caso de agressão entre este e o filho de 21 anos, Brandon, que ocorreu na passada segunda-feira.

Num comunicado enviado à imprensa internacional, intitulado ‘o alcoolismo é o diabo’, Anderson garante que o ex-companheiro perdeu o controlo, mas que o seu comportamento não representou nada de novo.

“Eu oro para que o Tommy consiga a ajuda de que precisa. As suas ações são de desespero e humilhação – ele está num ciclo desastroso e fora do controlo. Não está a agir como um pai. Mas não é nada de novo”, começa por declarar.

Pamela também acrescenta que os filhos fizeram tudo o que podiam para ajudar o pai ao longo dos últimos meses, inclusive colocá-lo numa reabilitação, até porque queriam ver o pai a dar a volta por cima.

Na mesma perspetiva referiu que Lee está “constantemente no centro da tristeza, do drama e confusão e que tem ciúmes do talento e da beleza com que os filhos nasceram. “Ele é doente. A definição de narcisista/sociopata”, esgrima.

“Não voltarei a falar com o Tommy até que ele fique sóbrio e consciente”, sublinhou a atriz de 50 anos. “Mantenho-me do lado do meu filho, que agiu em auto-defesa e que temeu pela sua vida”, garantiu.

Em declarações anteriores à revista People, Brandon esclareceu que as agressões aconteceram porque o pai estava embriagado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.