Travis Scott, pai da filha de Kylie Jenner, declarou-se culpado de um crime de desordem pública, que deu que falar durante o ano passado.

Os advogados do rapper confirmaram ao E! News que foi assinado um acordo, a 12 de janeiro de 2018, relativo aos crimes cometidos pelo artista durante um show no Arkansas em maio de 2017.

O namorado de Kylie estava a ser acusado de ter Scott incentivado a uma revolta e colocar em perigo o bem-estar de um menor. Para se livrar das acusações, Travis Scott concordou em declarar-se culpado apenas de má conduta e desordem.

"Ele não se sentiu responsável pelas lesões, mas sentia-se mal e queria fazer o que era certo", referiu o advogado. "Nós achamos que a polícia tinha exagerado nas acusações. No fim, sentimos que os agentes fizeram o que era certo”, concluiu.

O rapper, que chegou a ser preso devido aos incidentes, foi ainda condenado a pagar os custos associados ao processo e cerca de cinco mil euros a duas pessoas que ficaram feridas no concerto.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.