Ljubomir Stanisic não baixa os braços e continua a lutar para que o setor da restauração seja ouvido. Na manhã desta quarta-feira, esteve em direto no programa 'Casa Feliz', por via de videochamada, e voltou a mostrar a sua indignação com as novas medidas do Governo, que ditam o recolher obrigatório entre as 13 e as 5 horas, ao fim de semana, nos 121 concelhos de risco.

O chef frisa que este é um dos setores que mais leva a sério as medidas de prevenção e que mais tem saído lesado com a pandemia. A restauração "continua a pagar 100% dos impostos, rendas e salários" e, neste sentido, o chef pede ao Governo para que "ajude" os empresários.

"Entramos num metro e há alguém a desinfectar a cadeira depois de nos termos sentado? Não. Mas num restaurante cumprimos as regras todas quase como num hospital", realçou.

Ljubomir garantiu que não despediu nenhum dos seus funcionários, mas entende os empresários que tenham de o fazer e lamenta que sejam estes a ficarem mal vistos.

O chef alertou ainda que estas restrições podem ter impacto no "resto da vida" dos lesados.

Recorde-se que a participação no programa da SIC surgiu na sequência de Ljubomir ter realizado uma publicação na sua página de Instagram na qual revelou a sua indignação. Leia Também: Ljubomir Stanisic revoltado com as novas medidas: "Queremos sobreviver"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.