Decorreu esta segunda-feira na casa de campo da família real, em Sandringham, uma reunião de emergência para discutir a decisão dos duques de Sussex, Harry e Meghan Markle, de se afastarem da realeza com vista à "independência financeira".

O encontro começou por volta das 14 horas e terminou três horas depois com Harry e Meghan a receberem o "apoio" da família real, tal como informou um comunicado oficial.

Porém, o jornal britânico Daily Mail revelou agora novos pormenores sobre a reunião de emergência que juntou em debate Isabel II, Carlos, William e Harry.

Harry chegou mais cedo. Eis o motivo

Sabe o diretor da publicação que Harry chegou cerca de duas horas mais cedo ao local para garantir que conseguia ter uma reunião individual com a avó, a rainha Isabel II. O príncipe queria explicar em privado o motivo da sua decisão.

Meghan Markle ficou de fora do encontro

Ao contrário daquilo que era esperado, Meghan Markle, que se encontra no Canada, não participou na reunião de família através de teleconferência. A casa real considerou que através desta via existiam fortes possibilidades de a conversa não permanecer privada.

O 'aviso' de Carlos

Por fim, a mesma publicação assegura que Carlos terá avisado o filho, Harry, de que ele não terá “recursos ilimitados” daqui em diante e que terá de encontrar forma de conseguir a independência financeira que procura.

Vale lembrar que, apesar dos pontos acima referidos, o encontro da família real decorreu num ambiente “calmo”.

Leia Também: Reunião já terminou. Rainha apoia decisão de Harry e Meghan e estabelece período de transição

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.