Aos 94 anos, com 78 de carreira, Ruy de Carvalho mostrou-se “muito emocionado” com a exposição 'Retratos Contados de Ruy de Carvalho', comissariada por Nélson Mateus, amigo do ator.

Na Casa do Artista, onde estão reunidas as várias imagens da sua vida, esta quinta-feira, Ruy de Carvalho conversou com os jornalistas presentes sobre este carinhoso gesto.

“É um prazer muito grande para mim ter esta exposição, saber que contribui para alguma coisa, para o teatro em Portugal com o meu trabalho, com a maior honestidade e com o maior amor ao público”, disse.

Com tantos momentos vividos ao longo de toda a sua carreira, são muitos os trabalhos que guarda na memória e no coração. “Tenho sido um homem feliz na profissão que tenho”, afirmou.

De recordar que, atualmente, Ruy de Carvalho encontra-se em cena no teatro Armando Cortez, da Casa dos Artista, em Lisboa, fazendo parte do elenco da peça ‘A Ratoeira’.

“Não quer dizer que morra no palco, mas, de qualquer maneira, é onde me sinto bem. E em minha casa também me sinto bem porque também sou um cidadão normal. E um ator normal que trabalha o melhor possível”, destacou ainda.

Em conversa com o Fama ao Minuto, Nélson Mateus também se mostrou “muito feliz por estar a fazer esta exposição ao Ruy de Carvalho”, e, em especial, por ser na Casa do Artista.

“O Ruy de Carvalho sempre esteve ligado à Casa do Artista desde a sua fundação, está na peça ‘A Ratoeira’ que está a acontecer aqui no teatro Armando Cortez, nada melhor do que fazer a fusão das duas coisas. Um homem com 78 anos de carreira e 94 de vida, nunca é demais ser homenageado e as pessoas para mim têm de ser homenageadas enquanto vivas”, realçou.

Sendo um admirador e uma pessoa próxima do ator, Nélson Mateus quer continuar a homenageá-lo e pretende que esta exposição seja “itinerante”.

João de Carvalho e José Raposo falam sobre estado de saúde de Maria João Abreu

João de Carvalho, ator e filho de Ruy de Carvalho, marcou presença na inauguração da exposição, tendo conversado com os jornalistas sobre o estado de saúde da colega Maria João Abreu, hospitalizada com prognóstico reservado no Hospital Garcia de Orta em Almada.

Visivelmente abalado, o ator, que contracena com Maria João Abreu na novela da SIC 'A Serra', contou que foi José Mata o primeiro a socorrer a atriz. “Ela tinha vindo ao camarim fazer uma muda de roupa. Sentiu-se mal, deu um grito. Quem estava ao lado era o José Mata, que foi socorrê-la”.

João de Carvalho detalhou ainda Maria João Abreu tinha “dois aneurismas”, continuando neste momento em coma induzido. “O primeiro eles localizaram e fizeram um stent, só que não deram conta que estava lá outro, numa zona mais profunda”.

Também José Raposo, ator e ex-marido de Maria João Abreu, esteve presente na inauguração do tributo a Ruy de Carvalho, descrevendo a situação como "muito complicada".

“É um momento muito difícil para toda a gente, não só para nós, as pessoas mais próximas, como para todo o Portugal, acho eu. A Maria João é uma atriz muito amada por todos. É uma situação muito complicada”, fez sobressair, acrescentando: “Estamos todos a fazer uma grande força para que ela rapidamente melhore e venha para ao pé de nós”.

Leia Também: Abalado, João de Carvalho conta que Maria João tinha "2 aneurismas"

Leia Também: José Raposo sobre Maria João Abreu: "É uma situação muito complicada"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.