Terry Crews e a mulher, Rebecca, falaram recentemente sobre o tratamento hospitalar que a mãe do ator, Patricia, recebeu - ou a falta dele. A progenitora do artista esteve internada num hospital de Michigan, em 2015, e acabou por ser "ignorada durante duas semanas". Um episódio que foi recordado em conversa com o SurvivorNet.

Segundo conta Rebecca, só deram atenção à sogra quando uma enfermeira negra leu a ficha de Patricia e percebeu que esta era filha de Terry Crews e que precisava de alguns cuidados dos quais não estava a receber.

"A minha sogra estava a lutar contra o linfoma e, embora estivesse em remissão, contraiu algo como uma infeção", explicou Rebecca. "Eles fizeram um exame e basicamente deixaram-a deitada na cama do hospital durante duas semanas. Infelizmente, o que aconteceu foi que uma enfermeira negra deu uma olhada na ficha dela e disse que ela era a mãe de Terry Crews", contou.

"Não há motivo para ela ter ficado sem ser vigiada e sem ser acompanhada numa cama durante duas semanas a não ser a sua cor", afirmou Rebecca.

Depois dos funcionários terem percebido que Patricia era mãe da estrela do 'Brooklyn Nine-Nine', esta foi levada de avião para um hospital em Detroit. Infelizmente, Patricia acabou por morrer no hospital, em novembro de 2015, e a família Crews acredita que foi devido à infeção que não foi tratada durante o tempo em que esteve em Flint, Michigan.

"Não importa se estas mulheres são de classe média, alta, educadas... Elas continuam a morrer nos hospitais", disse Rebecca. "Elas estão a morrer após o parto. Elas não estão a receber o tratamento que precisam", realçou.

Leia Também: Sofia Ribeiro manifesta-se sobre casos de Covid-19 na Plural

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.