Morreu a rainha Isabel II. A monarca perdeu a vida aos 96 anos esta quinta-feira, 8 de setembro.

A notícia é confirmada de forma oficial pela casa real.

"A rainha morreu pacificamente em Balmoral esta tarde", refere o comunicado.

O falecimento acontece após a casa real inglesa ter emitido um comunicado onde deu conta do estado frágil de saúde de sua majestade.

"Após uma nova avaliação esta manhã, os médicos da rainha estão preocupados com a saúde de sua majestade e recomendaram que ela permaneça sob supervisão médica. A rainha continua a sentir-se confortável e em Balmoral", informaram a 8 de setembro.

Assim que a notícia foi divulgada, os familiares da monarca dirigiram-se imediatamente para Balmoral. Os filhos - o príncipe Carlos, a princesa Ana, o príncipe André e o príncipe Eduardo - assim como o príncipe William, o príncipe Harry e a companheira, Meghan Markle, foram alguns dos destacados pela imprensa britânica. Kate Middleton não se deslocou de imediato, tendo optado por ficar em Windsor com os filhos (o príncipe George, a princesa Charlotte e o príncipe Louis).

Também esta quinta-feira, após as notícias sobre o estado de saúde da rainha, foi logo cancelado o tradicional 'changing of the guard' (render dos guardas), que deveria acontecer fora do Palácio de Buckingham na manhã desta sexta-feira.

Leia Também: Cancelada habitual icónica 'cerimónia' de guardas reais

No trono desde 1957, Isabel II já vinha a inspirar cuidados há meses. Desde o final do ano passado que sua majestade tinha vindo a cancelar compromissos, alegando "problemas de mobilidade". Na celebração do Jubileu de Platina, comemorado oficialmente em junho, a rainha também falhou alguns eventos.

A morte do marido, o príncipe Filipe

2021 foi um ano particularmente desafiante para a rainha. Para além de ter lidado com os efeitos da pandemia, que a obrigou a ficar em isolamento, a monarca chorou a morte do marido, o príncipe Filipe, que morreu aos 99 anos a 9 de abril, na sequência de problemas cardíacos. Isabel II e Filipe de Edimburgo estiveram casados durante 74 anos.

o príncipe Filipe de Edimburgo e a rainha Isabel II© Getty Images

O reinado mais longo do Reino Unido

"Declaro diante de todos vós que toda a minha vida, seja longa ou curta, será dedicada ao vosso serviço". No dia em que completou 21 anos de vida, a rainha Isabel II jurou aos súbditos uma vida de serviço até à sua morte.

Esse serviço estendeu-se por mais de 70 anos, sendo que Isabel II se tornaria a monarca com o reinado mais longo da história do Reino Unido.

Em junho, súbditos e admiradores por todo o mundo celebraram sete décadas de sua majestade no trono com vários eventos que animaram o país durante quatro dias, terminando a 5 de junho.

No encerramento, Isabel II surgiu na varanda do Palácio de Buckingham ao lado do herdeiro, o príncipe Carlos, de Camilla, do príncipe William, Kate Middleton e dos filhos dos duques de Cambridge. Por breves instantes saudou o público com um sorriso, naquela que seria a sua última aparição na emblemática varanda.

A rainha Isabel II na varanda do Palácio de Buckingham no último dia do Jubileu de Platina © Reuters

O herdeiro ao trono, o príncipe Carlos

O príncipe Carlos, herdeiro do trono britânico, irá assumir a posição para a qual se preparou durante toda a sua vida. Aos 73 anos, o filho mais velho da soberana e do príncipe Filipe de Edimburgo será rei e ao seu lado estará Camilla, que será rainha consorte, conforme era desejo de Isabel II segundo um comunicado emitido este ano.

Príncipe Carlos e rainha Isabel II© Getty Images

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.