Mercedes Balsemão acaba de publicar o seu primeiro romance histórico, “A Imperatriz que veio de Portugal”, que conta a história da infanta D. Isabel, filha de D. Manuel I, que casou com Carlos V, Sacro-Imperador Romano-Germânico e Rei de Espanha no século XVI.

Depois de se ter estreado na escrita em 2006 com a publicação de um conto inserido na antologia “Sete Mulheres, Sete Histórias” e de ter traduzido várias obras, Mercedes Balsemão entregou-se de corpo e alma à investigação da vida de uma personagem pouco conhecida na história de Portugal.

“D. Isabel era uma figura inspiradora. A sua beleza, a sua cultura, o seu tacto político, a paixão que despertou em Carlos V e sobretudo o contexto humano da sua existência, inspiraram-me para me lançar na investigação da sua vida”, explicou a escritora numa entrevista.

A presidente da SIC Esperança revelou, ainda, que sempre gostou de escrever e que, em pequena, mantinha um curioso diário: “Quando achava que o meu dia não era suficientemente interessante, inventava coisas que não tinha feito e pessoas que só existiam no meu imaginário e que tratava como se fossem reais”, disse ela.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.