Marisa Cruz esteve esta sexta-feira, dia 5, à conversa com Manuel Luís Goucha. Numa conversa onde abriu o coração, a atriz e apresentadora lamentou o facto de ter vivido longe do pai, que esteve preso.

"Fui visitá-lo à prisão e lembro-me dele tirar do porta-moedas um fio de ouro com uma cruz", recorda, afirmando que na época tinha à volta de sete anos.

"Passados uns anos disseram-me que ele tinha tido um acidente de automóvel no Brasil", fez saber, tendo tomado assim conhecimento que o progenitor tinha morrido.

Pelo facto de não ter tido a figura paterna presente na sua vida, Marisa confessa que acabou por levar a necessidade de proteção para o seu relacionamento com João Pinto.

"Ia sempre à procura de algo para me proteger. Precisava desse colo de pai, mas essa não é a obrigação de um marido", nota.

Apesar das amarguras da vida, Marisa nota que a vida acabou por lhe sorrir e que tem feito um caminho para a cura das suas feridas: "Acho que a sorte que tive é ser muito positiva, não me agarro ao drama, não tinha esse luxo, tinha de sobreviver".

Atualmente está focada em si mesma e na sua evolução pessoal de forma a tornar-se uma melhor pessoa e mãe.

Marisa é mãe de Diogo, de 11 anos, e João, de 15, ambos frutos da relação anterior com João Pinto.

Leia Também: Marisa Cruz indignada: "Em plena pandemia a ser roubados desta maneira"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.