"Português Suave" é mais uma história de amor?
É uma história de famílias que guardam segredos, mas também é uma história de amor que vive de amores. É igualmente um retrato da sociedade portuguesa e daquilo que mudou nos últimos tempos.
Este livro revela uma Margarida mais adulta?
Acho que é uma Margarida que já olha para trás, olha para o passado e fala de três gerações, anos 40, 60 e 80. Por isso, acho que sim. Também já não sou nenhuma gaiata e isso reflecte-se na escrita.
É possível um escritor gostar mais de um dos seus livros do que de outro?
Eu gosto sinceramente deste romance e sinto que as pessoas estão muito apaixonadas pelo livro. Dizem-me que é uma história apaixonante, que tem momentos inesperados e uma maior densidade e profundidade na escrita. Ninguém é bom juiz em causa própria, mas penso que é um bom romance e, mais do nunca, sinto-me bem consolidada e alicerçada enquanto escritora.
Este é já o seu sétimo romance em dez anos...
É o meu sétimo romance, mas também já é o meu décimo quarto livro!
Continua com energia para escrever a este ritmo?
Claro que sim. Vou escrever muito mais! Neste momento estou com cinco projectos na gaveta. Tenho mais três romances, um livro que não é bem um romance, e mais um livro de crónicas. Estou imparável!

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.