Foi, inicialmente, na dança que Madonna apostou para vir a ser uma artista famosa. Na altura, vivia em Avon Township, nos arredores de Detroit, no Michigan, nos EUA. O pai, Silvio Ciccone, apercebendo-se de ambição artística da filha, queria que aprendesse a tocar piano e inscreveu-a numa escola de música. Mas a cantora, menina do papá como era, convenceu-o a deixá-la ir antes para o balé. Foi lá que conheceu o professor de dança Christopher Flynn, o homem que mais a viria a influenciar no período antes da fama.

Foi, nessa altura, que foi gravado o registo visual dos tempos em que estudava para ser bailarina (re)conhecida, ainda antes de se mudar para Nova Iorque com menos de 30 € no bolso, que agora partilhou com os fãs. "Foi o meu primeiro vídeo. A partir do momento em que foi plantada a semente de que eu poderia vir a ser uma artista e de que poderia abandonar o mundo provincial em que vivia, nunca deixei de acreditar, apesar de não ter a mínima ideia daquilo que me esperava", desabafa a cantora de 62 anos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.