Liliana Campos recordou com saudade a mãe, que partiu há cinco anos. Através de uma emotiva mensagem publicada na sua página de Instagram, este domingo, 3 de janeiro, a apresentadora captou desde logo a atenção de muitos seguidores.

"MÃE, cinco anos sem ti... Na verdade já são nove. Nos últimos quatro anos, apesar da serenidade, ternura no olhar, e de todo o amor que nos deste, morrias todos os dias um bocadinho, e a maior parte do tempo já não estavas aqui connosco", começou por escrever, recordando de seguida uma conversa que teve com a progenitora.

'Foste ao Céu?! - perguntava-te eu; 'Fui!'; 'Viste o pai e a tia?!'; 'Sim'; 'E a Ronny?!'; 'Também'; Um dia, depois de te ver sofrer tanto, em que toda eu já era impotência para te dar um pouco mais de conforto e menos dores, ganhei coragem e perguntei: 'E não te apeteceu ficar com eles?! Deve ser um lugar tão bonito... ficavas a descansar...' 'Não' - respondeste - e depois quem é que tomava conta de vocês?!'; 'Sim, tens razão... mas um dia se estiveres muito cansada e que não te apeteça voltar, fica por lá. Nós aqui ficamos bem'", lembrou.

"Olhaste-me nos olhos e eu tive que sair do quarto a correr para não veres as lágrimas que saltavam dos meus... Tinha que começar a deixar-te ir... estávamos tão agarrados a ti para que nada te faltasse, que não percebíamos que te estávamos a prender para que tu não nos faltasses... Hoje escrevo-te, aqui nas nuvens, onde me sinto mais perto de ti e do lugar para onde tantas vezes viajavas e por momentos deixavas aquela cama horrível onde definhaste até ser só sofrimento", acrescentou.

"Esse sofrimento ficou-me entranhado na pele. Luto todos os dias para que ao lembrar-me de ti, não sejam aquelas imagens de dor a virem ter comigo. Tem sido uma batalha muito dura, mas de vez em quando já te consigo ver a sorrir, a brincar com a Ronny, a encheres a tua neta de beijos. Luto para que um dia consiga ter na minha memória só essas lembranças tuas. Luto para que as outras deixem de estar à flor da pele. Desaparecer eu sei que não vão. Fazem parte de mim. Como te disse estão entranhadas, mas ao menos que fiquem debaixo da pele. Que se invertam", continuou.

Mas não ficou por aqui. "Ao longo daqueles longos quatro anos nunca te lamentas-te. Nunca! Nunca perguntas-te o porquê?! Aceitas-te! Eu não! Revoltei-me. Nunca vou conseguir perceber o porquê de teres sofrido tanto para partir... E sim, perguntava todos os dias a Deus porquê a minha mãe?! Porquê?!".

Liliana Campos continuou o seu texto recordando a mãe como a pessoa "mais bondosa, a mais terna, e mais doce e preocupada com todos".

"Sempre lhe agradeci a mãe que me ajudou a escolher, sabe melhor que eu, que não merecia tanto, mas tanto sofrimento... por isso a minha relação com Deus ficou estranha, porque apesar de continuar zangada, ou triste, ou desapontada com Ele, nunca perdi a FÉ. Não deixei de a praticar e de a espalhar, e por estranho que pareça continuo a pedir-lhe que me ajude, a mim e aos que amo, quando mais preciso. A ti ainda não consigo... Dizem que quando aqueles que amamos partem, passam a ser uma estrela que cuida de nós e nos guia. Mas eu ainda não tive coragem de o fazer, apesar de momentos terríveis que já vivi desde que partiste e me senti completamente perdida", desabafou.

"Não te quis incomodar. O meu coração diz-me que ainda precisas de descansar , depois de tudo o que sofreste... Hoje foi só um desabafo, mas como te prometi, fica em paz que eu vou ficar bem... Um beijinho, meu docinho de chocolate com sabor de morango, baunilha e caramelo.Nem quero imaginar os mimos que essa gata recebe de ti e da tia. Deve estar impossível de mimada", rematou.

Leia Também: Liliana Campos viaja para Cabo Verde e é 'perseguida' pelo mau tempo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.