Joaquim Monchique foi um dos convidados especiais de Cristina Ferreira para o seu programa desta terça-feira, 5 de outubro, na TVI.

Sempre bem-disposto, o ator, de 53 anos de idade, lembrou as culturas que herdou ao longo do seu crescimento, uma vez que tinha uma avó brasileira e outra espanhola.

Apesar de viver rodeado de inúmeras pessoas, Monchique optou por não formar família e não ter filhos, decisão da qual não se arrepende.

"Não tenho família. Nunca quis ter filhos, acho que seria um ótimo pai. Se tivesse tido filhos e família acho que não teria a carreira que tenho hoje. É muito difícil", confessa.

"Dou muito valor aos meus colegas que têm família, porque não se consegue", nota ainda.

Na mesma conversa, o artista garantiu que não tem medo de ficar sozinho no futuro após a mãe morrer, até porque sempre gostou da sua própria companhia.

"Quando saio, como é um monólogo, nem o rádio do carro eu posso ouvir. Chego a casa, nem ligo a televisão até a adrenalina começar a baixar", sublinha, referindo-se à peça de teatro 'Paranormal' e à necessidade que tem de ficar em silêncio.

"Acho que os filhos únicos têm uma mochila e uma carapaça diferente. Tenho pessoas que não conseguem estar sozinhas. O sozinho nunca me assustou, eu adoro estar sozinho", garantiu.

Leia Também: Joaquim Monchique lamenta morte da cantora Raffaella Carrà

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.