Filha de Trump com Ivana, foi Ivanka quem, aos 34 anos, apresentou o candidato republicano à presidência dos EUA, antes do seu discurso de aceitação na convenção do partido em Cleveland, Ohio.

Com um vestido rosa e longos cabelos louros, Ivanka descreveu o pai como um "guerreiro" e alguém "com a força e a capacidade necessárias para se tornar o próximo presidente, e a gentileza e compaixão que fazem dele o líder que o país precisa".

E se há alguém que pode ajudar Trump a conquistar votos no eleitorado feminino, maioritariamente hostil ao milionário, é ela.

Na terça-feira, Ivanka esteve presente na convenção em Cleveland na companhia da irmã, Tiffany, e dos irmãos, Donald Jr. e Eric, para acompanhar a votação que selou a nomeação do pai como candidato republicano à Presidência.

Mãe de três filhos, casada com o promotor imobiliário Jared Kushner, por quem se converteu ao judaísmo, Ivanka é vice-presidente de Desenvolvimento e Aquisições das empresas do pai, as Organizações Trump.

Formada em economia e empresária ativa é também criadora de uma linha de roupa e acessórios femininos e administra um site na internet onde oferece conselhos para mulheres que trabalham.

Brilhante, elegante e com uma fala pausada, esta nova-iorquina está presente de forma quase permanente na campanha do pai, ainda que seja amiga de Chelsea Clinton, filha de Hillary Cinton, a provável adversária de Trump na campanha eleitoral.

Diversas fontes indicam que teve um papel ativo na eleição do candidato a vice-presidente, e o senador Bob Corker inclusive chegou a dizer que a própria Ivanka seria uma aspirante formidável ao cargo, uma vez que é vista a desempenhar uma função importante num eventual governo de Trump.

Unificadora

Ivanka Trump

Mas antes disso, Ivanka tem um papel fundamental em atrair o eleitorado feminino, já que de acordo com uma pesquisa recente apenas 34% das mulheres apoiam Trump.

"As mulheres são pagas de forma igual e quando uma mulher se torna mãe ela recebe apoio, não é excluída", disse em relação à realidade das empresas do pai, recordando que ele contratou mulheres para a construção, tem mais mulheres em cargos executivos que homens e vai instituir o mesmo salário entre mulheres e homens.

Na quinta-feira Ivanka falou das qualidades do pai que define como um trabalhador incansável, um homem atento, que estimula as pessoas, e exigente com os filhos, apesar de estar pouco presente.

Ivanka afirmou que de Donald Trump herdou a ambição, mas não a impulsividade, nem a violência. "Os Trump jogam para ganhar", disse.

"Como muitos dos meus colegas de geração, não me considero categoricamente democrata ou republicana", afirmou durante a convenção. "Este é o momento e Donald Trump é a pessoa que fará dos Estados Unidos um país importante novamente", ressalvou.

Principal unificadora da equipa, Ivanka gosta de mostrar a imagem de uma família perfeitamente unida, apesar dos três casamentos do pai.

Ivanka, por exemplo, foi a primeira a defender a atual esposa de Trump, Melania, após a polémica do discurso alegadamente plagiado de Michele Obama. Melania, de 46 anos, tem estado pouco presente na campanha do marido.

"Melania é uma mãe incrível", disse Ivanka recentemente numa entrevista. "É raro a esposa de um candidato que não participe todos os dias na campanha. Ela tomou essa decisão e eu respeito-a completamente, já que é mãe de um filho pequeno, que precisa de estabilidade e rotina", apontou.

É esperado que Ivanka continue ao lado de Donald Trump até à eleição final marcada para novembro.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.