A mulher que acusa Cristiano Ronaldo de violação está a reivindicar uma indeminização de 64 milhões de euros em danos.

Os documentos judiciais que foram recentemente divulgados revelam a quantia que Kathryn Mayorga está a exigir em tribunal após acusar o craque português de agressão sexual que, diz, terá ocorrido num quarto de hotel em Las Vegas, em 2009.

De acordo com o Mirror, Kathryn pede 20 milhões de euros pela "dor e sofrimento passados", mais 20 milhões pela "dor e sofrimento futuros" e 20 milhões em danos punitivos. Tudo dá um total de 60 milhões, e a restante quantia pedida é para cobrir as despesas de advogados.

O jornal destaca ainda que este valor pedido são dois anos de salário da estrela da Juventus.

Recorde-se que Cristiano Ronaldo nega veementemente as alegações de Kathryn Mayorga.

Em 2010, a mulher aceitou uma quantia de cerca de 300 mil euros como parte de um acordo de sigilo extrajudicial. No entanto, anos depois recorreu à Justiça alegando que estava "mentalmente incapacitada" quando assinou o acordo. Um caso que continua a dar que falar.

Leia Também: Vida de luxo. Georgina Rodríguez posa ao pé de avião privado em Paris

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.