Desde que o príncipe Harry e Meghan Markle deixaram o Reino Unido para viverem de forma independente nos Estados Unidos, que têm contado o seu lado da história em diversas entrevistas, sendo que a mais polémica foi a Oprah Winfrey, em maio do ano passado.

Desde então, ambos os membros do casal já teceram uma série de críticas à família real britânica em outras ocasiões.

No entanto, a realidade mudou no passado dia 8 de setembro, com a morte da rainha Isabel II.

Segundo a imprensa internacional, por causa disto, Harry e Meghan têm tentado adiar os projetos que tinham programados para este ano.

O príncipe, por exemplo, alterou o lançamento da sua biografia, tendo surgido rumores de que estaria a tentar alterar as revelações mais polémicas quanto ao pai, rei Carlos III. O mesmo estará a verificar-se em relação à série documental da Netflix que os duques de Sussex têm vindo a gravar ao longo dos últimos meses.

“Ouvi dizer que o Harry e a Meghan querem que a série seja adiada para o próximo ano, querem parar”, revelou uma fonte ao Page Six.

“Pergunto-me se a série não será um falhanço, se não, porque é o Harry e a Meghan quereriam interrompê-la?”, questiona.

A mesma fonte sublinha que a Netflix tem vindo a fazer pressão ao casal para que o programa estreie em dezembro.

Leia Também: Príncipe Harry luta para remover histórias do seu novo livro biográfico

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.