O príncipe Harry decidiu adiar o lançamento do seu novo livro de memórias a propósito da morte da rainha Isabel II.

Desde então, o duque de Sussex tem vindo a fazer inúmeras alterações ao livro de maneira que nada do que é referido seja demasiado ofensivo para a família real britânica, revela a especialista real Kinsey Schofield.

“Ele tem medo que seja considerado insensível e de ser boicotado se revelar algumas histórias logo após a morte da rainha Isabel II e do pai, o rei Carlos, tentar começar o seu reinado de forma diferente”, informa.

“Disseram-nos anda a correr para tentar tirar algumas coisas e a trabalhar em algumas histórias que contou para o livro”, continua.

“Contudo, essa poderá não ser uma opção agora. Se ele quiser lançar o livro perto do Natal então já poderá estar a ser imprimido”, completa.

Recorde-se que, inicialmente, a imprensa internacional noticiou que o livro deveria ser publicado em dezembro, no entanto, recentemente, surgiram rumores de que o lançamento só iria acontecer em 2023, por respeito à rainha Isabel II.

Leia Também: Meghan Markle "pensava que iria ser a Beyoncé do Reino Unido", diz fonte

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.