Harry e Meghan Markle foram notícia esta semana por causa da renovação que fizeram à Frogmore Cottage, a casa onde atualmente vivem. Em causa está a fortuna que a reabilitação da propriedade - que ainda nem sequer está concluída - custou, uma vez que a mesma foi paga pelos contribuintes britânicos.

A propósito deste assunto, a imprensa internacional revelou pormenores daquilo que foi feito. A Frogmore Cottage é uma propriedade do século XIX e foi um presente da rainha Isabel II ao neto e à esposa.

Antes da intervenção a mesma era composta por cinco pequenas casas destinadas à habitação de empregados. Assim, os duques de Sussex decidiram transformar todos os espaços num só.

Entre as alterações feitas contam-se a substituição de vigas defeituosas, a renovação dos sistemas de aquecimento e de eletricidade, a renovação das canalizações de gás e água, a criação de novos quartos, casas de banho, lareiras, escadas e ainda a substituição do chão.

Conforme uma fonte adiantou ao jornal britânico Daily Mail, a propriedade não é tão luxuosa como se poderá pensar à partida: “Não há um espaço para a Doria [Ragland, mãe de Meghan Markle], nem um estúdio de yoga. É uma casa familiar bastante acolhedora”, informou-se.

Ainda assim, e apesar destas informações, várias pessoas questionaram na Internet se, de facto, os duques tinham seguido as opções mais económicas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.