O programa 'Você na TV', da TVI, começou o ano com uma convidada de peso. Maria Vieira aceitou em conversa com Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes falar abertamente sobre as suas vincadas posições, que nos últimos anos tanto têm dado que falar.

A atriz define-se como uma mulher de direita e no que à política portuguesa diz respeito diz gostar muito do partido Chega e do seu líder, André Ventura. No Brasil, é apoiante de Jair Bolsonaro. “Só posso dizer bem do Bolsonaro”, afirma.

Ainda que convicta e sem vergonha dos seus ideais, Maria Vieira garante estar a sentir-se marginalizada em Portugal desde que resolver tornar públicas as suas opiniões.

“Pelo facto de me ter assumido uma mulher conservado e de direita comecei a ser ostracizada, marginalizada. Comecei a perder trabalho. Há dois anos que eu não trabalho neste pais à conta de ter assumido a minha posição política”, afirma, defendendo que, na sua opinião, tal acontece porque “vivemos numa ditadura de esquerda disfarçada de democracia”.

Sobre o fim da amizade com Ana Bola, esta recusou-se fazer grandes comentários e apenas referiu que não esquece as “coisas muito graves” que a antiga amiga terá dito sobre si.

Leia Também: José Castelo Branco 'ataca' Cristina Ferreira e Rita Pereira com ofensas

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.