A vida de Gérard Depardieu não foi nada fácil, longe disso. O ator francês partilhou os momentos mais duros no seu novo livro de memórias intitulado - 'Innocent' (Inocente).

Uma das vivências mais complicadas refere-se aos seus progenitores, que nunca demonstraram por ele qualquer afeto. “Sabia que não era desejado pelos meus pais, já que eles me diziam que eu tinha sido um acidente no útero de minha mãe, que sobrevivi às agulhas de tricot. [Por isso] Estava sempre feliz por estar ali, pois vivi como alguém que queria ser um presente para os outros”, afirmou o ator de 68 anos.

O artista afirmou que poderia ter-se tornado numa pessoa amarga, mas que acabou por tirar proveito de toda a liberdade para observar o mundo à sua volta.

Em 2014, o ator já tinha surpreendido os leitores com sua autobiografia intitulada 'Aconteceu Assim', na qual revelou que se chegou a prostituir na juventude e praticado inúmeros crimes, como roubar joias de túmulos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.