Na noite deste domingo, Gary Oldman celebrou um dos maiores marcos da sua carreira ao ganhar um Óscar pela participação no filme 'A Hora Mais Negra'. E o prestigiado prémio não foi levado para casa sem um profundo agradecimento do britânico, que se despediu do palco com algumas palavras em homenagem ao país que o recebeu.

"Vivi na América a maior parte do tempo e estou profundamente grato pelos amores e amizades que me deu, mas também outros presentes maravilhosos. A minha casa, o meu sustento, a minha família e agora um Óscar", começou por dizer.

Não esquecendo o porquê de ter subido ao palco, Oldman aproveitou também para fazer uma homenagem a Winston Churchill. "Queria aproveitar para saudar o senhor Winston Churchill, que foi uma companhia que posso descrever como uma jornada incrível", acrescentou.

O ator, 59 anos, terminou o seu discurso com algumas palavras dedicadas às mulheres da sua vida, a esposa Gisele Schmidt, e a mãe. "À minha mulher por viajar comigo nesta estrada e por permanecer ao meu lado", destacou.

"Gostaria que agradecer à minha mãe, que é mais antiga que os Óscares. Ela fará 99 anos no próximo aniversário e está a ver esta cerimónia no conforto do seu sofá. Obrigada, mãe, pelo seu amor e apoio. Acende a chaleira, estou a chegar a casa com um Óscar", rematou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.