John Mayer conseguiu que o tribunal estabelecesse uma ordem de restrição contra um fã obsessivo que começou a demonstrar um comportamento preocupante, relata o E! News, assustando não só o artista, como a sua equipa.

Documentos oficiais a que a publicação teve acesso dão conta que o fã em questão começou por perseguir Mayer e que depois teceu ameaças a todos os membros do seu staff.

As mensagens em particular eram anti-semitas e violentas, com referências a assassinos como Mark David Chapman (que matou John Lennon em 1980).

A restrição foi pedida depois do sujeito quase ter conseguido entrar em contacto com o músico na Carolina do Norte, em junho, tendo sido impedido pelos seguranças.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.