A última homenagem a Pedro Lima ficou marcada pela emoção e pela dor. As cerimónias fúnebres do ator de 49 anos, encontrado morto no passado sábado na praia do Abano, realizaram-se esta tarde no Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais. Num discurso emotivo, Anna Westerlund, a companheira do artista, despediu-se do pai dos quatro filhos com elogios. "Tive a sorte de viver a mais bonita história de amor que alguma vez imaginei", desabafou a ceramista, com a voz embargada.

"Foi o pai mais orgulhoso e dedicado que já conheci", admitiu a mulher que partilhou quase duas décadas com o antigo nadador olímpico. "O património afetivo enchia-lhe o peito de ar", sublinhou ainda Anna Westerlund. Horas depois, ao princípio da noite, foi revelada a causa da morte do artista. Pedro Lima morreu afogado. De acordo com o Correio da Manhã, que avançou com a notícia, o relatório da autópsia ao corpo do ator confirma a existência de golpes na carótida e no abdómen.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.