Emily Ratajkowski foi uma das celebridades internacionais que se manifestou quanto à lei que proíbe o aborto aprovada no estado norte-americano do Alabama. Através das redes sociais, a modelo publicou uma fotografia nua e na legenda da mesma chama a atenção para o tema, mostrando-se convictamente contra a decisão.

"Esta semana, 25 homens brancos votaram a favor do fim do aborto no Alabama, mesmo em casos de incesto e violação. Esses homens de poder estão a impor as suas vontades nos corpos de mulheres como forma de manter o patriarcado", começou por escrever.

"Isto é sobre classe e raça e é um ataque direto aos nossos direitos humanos enquanto mulheres. São os nossos corpos, são as nossas escolhas", rematou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.