Diogo Faro foi alvo de muitas críticas nas redes sociais e acusado de hipocrisia, depois de internautas terem revelado que na passagem de ano este celebrou a ocasião com um grupo de 14 amigos.

Perante a onda de revolta gerada à volta do assunto, eis que o humorista decidiu fazer um esclarecimento na sua conta de Instagram a emitir um pedido de desculpas.

"Não adianta muito tentar esmiuçar a situação e as circunstâncias porque será sempre tentar arranjar fracas desculpas, ou apontar dedos para fora, quando não é o meu objetivo aqui. Ponto assente, foi um ajuntamento de pessoas arriscado e desnecessário", notou.

"Fica o pedido de desculpas e a promessa de continuar a fazer o que faço todos os dias, com ou sem polémicas, aprender, evoluir e tentar dar o maior contributo possível para uma sociedade melhor para todos", disse ainda na seguinte publicação.

Leia o texto completo:

Olá a todos e a todas,

Devo-vos obviamente um esclarecimento e um pedido de desculpas a todos os que se sentem desiludidos e magoados com esta situação, a todos aqueles que gostam de mim e do meu trabalho.

Não adianta muito tentar esmiuçar a situação e as circunstâncias porque será sempre tentar arranjar fracas desculpas, ou apontar dedos para fora, quando não é o meu objetivo aqui. Ponto assente, foi um ajuntamento de pessoas arriscado e desnecessário.

Importa-me também entender as minhas próprias falhas e incongruências. O que exijo de mim, e da sociedade à minha volta, é algo que às vezes não consigo atingir e, por isso, falho-me a mim e a vocês. Mas tal como noutras situações, o caminho não será feito por baixar essa exigência para falhar menos, mas mantê-la e continuar a aprender todos os dias para a conseguir acompanhar.

Peço genuinamente desculpa a quem ficou desiludido comigo, estou aqui para aceitar e melhorar. Mas também agradeço muito o apoio de quem sabe a honestidade que ponho em tudo o que faço e defendo, na vida pessoal e no meu trabalho, sabendo que para tentar ser cada vez melhor, continuarei a falhar pelo caminho.

Noutra ocasião, poderei adereçar o ódio que me é adereçado constantemente, diariamente, e de forma tão violenta, tanto de anónimos como de colegas, mas não é altura.

Fica o pedido de desculpas e a promessa de continuar a fazer o que faço todos os dias, com ou sem polémicas, aprender, evoluir e tentar dar o maior contributo possível para uma sociedade melhor para todos.

Um grande abraço e obrigado também pelo muito amor que me tem chegado.

Leia Também: Diogo Faro causa revolta e é acusado de ter estado em grupo numa festa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.