Depois de assumir que era lésbica, Ellen DeGeneres viveu momentos difíceis. Numa entrevista recente ao podcast Armchair Expert, a apresentadora recuou aos anos 90 e recordou a época em que usou a sua popular comédia da ABC, ‘Ellen’, para assumir a orientação sexual.

A sitcom acabou por ser cancelada, o que levou Ellen a passar por um período de depressão. "As pessoas estavam a gozar comigo. Eu estava realmente deprimida", contou a celebridade.

"Por causa disso e porque o show foi cancelado, fui vista como um fracasso neste negócio. Ninguém me ‘queria’. Eu não tinha nenhum agente, não tinha possibilidade de emprego, não tinha nada ", acrescentou.

As revelações sobre a sua orientação sexual fizeram ainda com que criasse inimizades com outras celebridades, como por exemplo Elton John.

“Eu saí na capa da revista TIME, falei com Diane Sawyer e com a Oprah Winfrey – foram os únicos três meios com quem conversei sobre o assunto. Mas as pessoas achavam que eu estava a falar disso o tempo todo”, esse facto influenciou a opinião do músico. “Ouvi Elton John a dizer: ‘Pare de falar sobre isso. Já sabemos que você é gay. Agora, seja engraçada’”, Ellen, que não conhecia o artista, confessou ter ficado “muito magoada” com estas palavras e pensou: “Que tipo de apoio era este de uma pessoa gay?”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.