Foi transmitido este sábado o segundo episódio de 'Programa Cautelar', o novo programa de Filomena Cautela na RTP1, e Cristina Ferreira foi uma das convidadas.

A conversa entre as duas apresentadoras teve como ponto de partida a luta de audiências, que era também o tema deste segundo episódio, tendo a estrela da TVI desvalorizado a importância dos números neste momento em que assume as funções de diretora de entretenimento e ficção do canal e de acionista da Media Capital.

"É cada vez menos o que me norteia. O papel de diretora trouxe-me isto: eu quero é bons produtos", começou por dizer num primeiro momento.

"Nós valorizamos demais a qualidade das pessoas e dos produtos à conta dos números que eles apresentam. Acho que não devíamos fazer isso tanto, óbvio que nas estações privadas são as audiências que medem depois a rentabilidade e o valor que elas podem ter para fazer as suas próprias grelhas. Só isso é que importa. Mas, de resto, pôr essa pressão nas pessoas e nos produtos?", questionou.

E frisou: "Eu deixei de ser melhor apresentadora porque neste momento perco? Não tenho problema nenhum de perder. Se eu não quisesse perder estava na SIC. Alguém já pensou nisso? Perder neste momento para mim tem zero importância".

Questionada se até ao final do ano consegue tornar a TVI líder, Cristina Ferreira confessou que "não sabe", mas está comprometida em apresentar ao público os "melhores produtos".

Na reta final da entrevista, referiu ainda que há várias pessoas na estação concorrente, a SIC, que gostava que estivessem a trabalhar consigo no canal de Queluz de Baixo.

Veja a entrevista na íntegra aqui.

Leia Também: "Poderosa". O vestido que prova a boa forma física de Cristina Ferreira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.