George Clooney escreveu uma carta dedicada aos estudantes do estabelecimento de ensino em Parkland, Florida. O ator elogiou o desempenho daqueles que organizaram a campanha ‘March for Our Lives’, que protestou contra a posse e uso de armas nos Estados Unidos.

Na carta, publicada no The Guardian, o artista elogiou o “incrível trabalho de todos” em prol de “um país mais seguro”. Também assegurou que ele e a mulher, Amal Clooney, sempre os “apoiaram a 100%”.

“O facto de que não serão adultos a falar no palco em Washington é uma mensagem poderosa para o mundo. Se não podemos fazer nada quanto à violência das armas, então vocês vão fazer”, sublinha.

“Fizeram-me ficar orgulhoso do meu país novamente”, concluiu.

Importa sublinhar que o casal Clooney já tinha feito uma doação de 500 mil dólares para o movimento, em nome dos seus filhos, Ella e Alexander.

Recorde-se que do massacre resultaram 17 vítimas mortais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.