Boris Becker quer vender os troféus que ganhou para pagar as dívidas mas não sabe deles. Dos seis que conseguiu em provas do Grand Slam, só guardou o que conquistou nos Estados Unidos da América contra Ivan Lendl em 1989. Nas últimas semanas, a empresa de consultoria financeira e profissional britânica Smith & Williamson fez um apelo público com o objetivo de localizar os troféus desaparecidos. Os especialistas acreditam que, se fossem vendidos ou leiloados, renderiam cerca de um milhão de euros.

Falido, o desportista alemão, ex-número um mundial do ténis, que foi o tenista mais jovem de sempre a vencer o torneio de Wimbledon aos 17 anos, ganhou 49 prémios ao longo da carreira. Em junho do ano passado, um tribunal britânico decretou a insolvência do antigo campeão olímpico. Em 2002, Boris Becker foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa e a uma multa de 500.000 € por uma dívida fiscal de 1,7 milhões de euros.

Entretanto, o desportista desistiu, nos últimos dias, da queixa que tinha interposto em tribunal contra Sascha Rinne, a sua antiga empresária. Ao longo da carreira, o tenista, que atualmente disputa torneios de póquer, sendo patrocinado pela plataforma digital PokerStars, ganhou mais de 25 milhões de dólares, cerca de 20,2 milhões de euros, em prémios. Parte do dinheiro foi gasto em projetos empresariais que não vingaram.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.