Noémia Costa, de 55 anos, disse 'sim' ao convite de Daniel Oliveira para este sábado estar em 'Alta definição'. Numa conversa cheia de grandes revelações, a atriz recordou o período recente em que emigrou para Inglaterra devido à falta de trabalho na área da representação em Portugal. Em terras britânicas trabalhou na área dos cuidados de saúde, mais precisamente como cuidadora de doentes com alta demência.

Leia Também: Falta de trabalho levou Noémia Costa a emigrar e a abraçar nova profissão

Foi em lágrimas que agradeceu a Daniel Oliveira o facto de a ter ajudado a regressar a Portugal dando-lhe a oportunidade de trabalhar na nova novela da SIC - ‘Terra Brava’ -, onde dá vida à hilariante Prazeres.

“Já te agradeci e vou agradecer-te outra vez”, disse, perante o espanto do apresentador.

No dia em que recebeu a notícia de que ia fazer parte do elenco deste novo projeto, Noémia sentia-se já sem forças para continuar. "Naquele dia eu olhei lá para fora e disse: por favor, tira-me daqui. Não tenho mais forças", lembrou.

Durante este período difícil faltou dinheiro, mas nunca comida. Já outras contas ficaram por pagar.

A morte do pai e o estado debilitado da mãe

Os pais desde sempre tiveram um papel muito importante na sua vida, ou não fossem eles os seus maiores fãs.

A perda do pai em 2016 foi outro dos momentos mais dolorosos da sua vida. A mãe, agora com 94 anos, está internada em estado grave. “Estamos aqui gravar e a minha mãe está hospitalizada. E está muito mal”, contou Noémia, sem conseguir conter a emoção.

Noémia foi vítima de violência doméstica

É com enorme orgulho que diz que a filha Joana é a sua maior obra prima e resultado de uma bonita história de amor, mesmo que o casamento nem sempre tenha corrido bem.

“A Joana é fruto de um grande amor. Eu estou sozinha há 14 anos, mas teve de ser”, garante.

Após 22 anos de união, separou-se devido a momentos de grande dor que apenas agora decidiu revelar. Noémia foi vítima de violência doméstica, física e psicológica.

“A agressão física e psicologia é sempre dolorosa”, lamenta, revelando ainda que a filha chegou a assistir a algumas dessas agressões.

Ainda assim, esta considera que teve momentos de grande felicidade no casamento e sobre o ex-marido apenas diz: “Continuo a gostar muito do Licínio, tenho o maior respeito por ele”.

Leia Também: Noémia Costa emociona-se: "Pessoas morreram nas minhas mãos"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.