Michael J. Fox, intérprete de uma das personagens principais do filme 'Regresso ao Futuro', conta na sua nova autobiografia - 'No Time Like the Future: An Optimist Considers' Morality’ - detalhes nunca antes revelados sobre os primeiros anos da sua luta conta a doença de Parkinson.

O ator, agora com 59 anos, tinha 29 anos quando em 1991 recebeu o diagnóstico dos médicos após apresentar os primeiros sintomas da doença.

Michael J. Fox notou os primeiros sintomas da doença quando gravava a comédia romântica 'Dr. Hollywood - Uma Receita de Amor’. Depois de saber que estava doente, foram o alcoolismo e a depressão o seu refúgio. Problemas que conseguiu resolver com o passar dos anos, mas que talvez tenham surgido pelo facto de ter escolhido manter em segredo a sua doença.

Só em 1998, Michael J. Fox contou aos seus familiares que sofria de Parkinson, tendo mantido a doença em segredo durante sete anos.

“Achei que era um erro”, recorda o artista em entrevista ao programa de televisão 'Good Morning America', onde apresentou o seu novo livro. "Realmente achei que era um erro e fui atrás de segundas e terceiras opiniões”.

Michael J. Fox, recorde-se, criou em 2020 a Michael J. Fox Foundation, tendo como objetivo o financiamento de estudos e pesquisas voltadas para o tratamento da Doença de Parkinson.

Leia Também: Canal angolano vai a casa de Larama e fala com testemunhas da sua morte

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.